Porteiro

Quer receber vagas como essa no seu celular de graça? Cadastre-se agora!

Esqueceu sua senha?

Entenda mais sobre a rotina desse trabalhador de condomínios e edifícios

Voltados tanto a atividades comerciais quanto a fins residenciais, os edifícios são importantes elementos para o funcionamento das grandes cidades. E, para o funcionamento eficiente dos próprios prédios, a população conta com os porteiros.

ÁREA DE ATUAÇÃO

Esses profissionais trabalham nas guaritas de condomínios, prédios comerciais, escolas e hospitais. São eles os responsáveis pelo atendimento ao público que chega a esses locais. Entre as atribuições dos porteiros estão atividades como monitoramento e controle de quem entra e sai do edifício, atendimento a pessoas que chegam em busca de informações, auxílio a visitantes e moradores quanto à utilização de elevadores e escadas, organização e encaminhamento das correspondências que chegam ao prédio.

São eles também os responsáveis por zelar pela ordem na parte comum dos condomínios, encaminhar visitantes e comandar a abertura de portas e portões. Fundamentais para o bom funcionamento dos locais em que trabalham, os porteiros conseguem evitar visitantes indesejados e contribuem muito com a segurança de quem mora ou trabalha nos edifícios.

HABILIDADES

Muito mais do que abrir e fechar portas, a profissão de porteiro exige, nos dias de hoje, domínio de algumas tecnologias de segurança e novas técnicas de prestação de serviços e atendimento.

Entre as características exigidas para os porteiros, as principais são: gentileza, atenção, responsabilidade, bom senso, discrição, pró-atividade e cordialidade. Eles também precisam ter jogo de cintura para lidar da melhor maneira possível com pessoas que não são bem-vindas aos prédios e estar sempre atentos ao que acontece ao seu redor para prestar as informações solicitadas.

CAPACITAÇÃO E MERCADO DE TRABALHO

São comuns casos de porteiros que começam a trabalhar logo que o prédio é entregue pela construtora e que permanecem na vaga por vários anos. Para isso, espera-se que o profissional seja capaz de manter um bom relacionamento com os condôminos e com os colegas que trabalham no local.

É usual também que os condomínios contem com mais de um porteiro no período de 24 horas – geralmente, um fica encarregado dos serviços durante o dia e outro trabalha durante a noite, ou três profissionais revezando-se em turnos de 8 horas cada. Essa logística aumenta as vagas na área.

O crescimento das cidades aumenta a procura pelos serviços dos porteiros, cuja faixa salarial é em média R$ 1.160,00 + benefícios. Nesse sentido, a qualificação agrega valor ao profissional e pode fazer com que a remuneração seja maior. Os interessados podem estudar em instituições como Provig e Senai. Os cursos custam, em média, R$ 150,00.